Todos os condomínios podem implantar o Programa de Sustentabilidade. Alguns podem optar por implantar todos os projetos, outros podem optar por implantar alguns projetos e outros poderão ajustar os projetos com algumas soluções personalizadas conforme as necessidades. Conheça os projetos para o controle e redução dos impactos ambientais negativos, que serão usados no Programa de Sustentabilidade. Os projetos ambientais serão execultados em conjuntos com os parceiros operacionais, porém, os síndicos terão plena liberdade para decidir a empresa que irá implantar determinado projeto ambiental.

resAmbiental.jpg

Uso Racional de Água

a) Justificativa do Projeto

A ONU estima que, nos próximos 25 anos, dois em cada três habitantes do planeta vão enfrentar problemas no abastecimento de água limpa. As principais causas é o crescimento populacional, poluição das águas, desperdício na distribuição e no uso, e mudanças climáticas, do total existente no planeta, 97,6% é salgada e apenas 2,4% é doce, 79% da água doce se concentra em geleiras, outros 21% estão nos lençóis freáticos e 0,04% em rios e lagos. Esta conta já ajuda a derrubar a noção de que aquela água que consumimos em casa é o bem natural mais abundante da natureza, onde, 80% da água doce no país está na Amazônia, longe dos grandes centros.

O crescimento das atividades econômicas e a manutenção das condições de qualidade de vida da população dependem da conscientização da importância desse insumo estratégico e respectivamente de seu uso de forma racional por todos os setores. A diminuição da água disponível, nos próximos anos, vai exigir que os condomínios e outros estabelecimentos adotem novos sistemas para otimizar o uso.

A conta de água representa em de 10% a 20% do total das despesas ordinárias de um condomínio. Portanto, mesmo uma pequena economia no consumo pode representar uma boa redução nas despesas que poderá ser investida em outras áreas do condomínio.

b) Objetivo Geral

Conscientizar o síndico, os condôminos e os funcionários que através de investimento em obras que visão a redução do consumo de água e a mudança de hábitos simples é possível preservar o meio ambientes mediante o consumo consciente da água, gerando ainda, uma economia mensal significativa que poderá ser investida em outras áreas do condomínio.

c) Parceiro Operacional

 A A3Con possui uma parceria com a Construsane que é uma empresa especialista em saneamento ambiental, a Construsane tem mostrado na prática que sistemas inteligentes de tratamento de esgoto podem significar também uma excelente economia, além de compromisso com o desenvolvimento sustentável. Desde de 1999 no mercado, a empresa genuinamente brasiliense é líder no atendimento a condomínios, residências, instituições públicas e privadas que não são atendidas pela rede convencional de tratamento de esgoto ou que optam pela adoção do reuso de água por questões econômicas, sociais, legais e até mesmo ambientais. (site em desenvolvimento)

Uso Racional de Energia Elétrica

a) Justificativa do Projeto

O consumo de energia elétrica assume posição relevante nas despesas dos condomínios residenciais. Este consumo está diretamente associado aos hábitos de uso, à maneira como são operados os equipamentos elétricos e à eficiência desses mesmos equipamentos. A conta de energia elétrica pode representar em de 12% a 30% das despesas de um condomínio residencial, dependendo do porte do condomínio, do número de equipamentos existentes e da maneira como as instalações são utilizadas pelos condôminos.

A adoção de medidas de conservação de energia contribuirá de maneira eficaz para a redução do consumo e, conseqüentemente, das despesas. É importante lembrar-se que conservar energia não significa a privação do conforto e benefícios que ela proporciona. Conservar energia, dentro de uma visão mais ampla, implica na transformação da sociedade dita do desperdício em direção a uma sociedade mais racional na utilização dos recursos globais, especialmente os insumos energéticos. Basicamente, podem-se mencionar dois níveis distintos de conservação: a eliminação dos desperdícios e a introdução de técnicas que aumentem a eficiência do uso da energia. Nesse contexto, na maioria dos casos de eliminação dos desperdícios o investimento requerido é mínimo ou nulo, sendo os resultados obtidos através da conscientização dos consumidores. No segundo nível, há necessidade da realização de investimentos, seja na substituição de equipamentos e processos por outros de maior rendimento, ou na implantação de dispositivos de controle.

b) Objetivo Geral

Conscientizar o síndico, os condôminos e os funcionários, substituir alguns equipamentos e instalar dispositivos de controle são algumas das ações práticas para o uso eficiente da energia elétrica. Eliminar desperdícios e melhorar a eficiência no uso racional da energia para alcançar economia.

c) Parceiro Operacional

Para atingir o objetivo de reduzir o consumo e a utilização de energia a A3Con irá disponibilizar eletricista para realizar manutenção preventiva e instalação de alguns acessórios, bem como, será realizado campanhas de conscientização junto aos condôminos, a fim de utilizar a energia de forma racional. A A3Con possui parceria com a LEC Luminárias Econômicas que é uma empresa especializada na fabricação de luminárias que utilizam a tecnologia de LEDs, que desempenham papel vital na iluminação devido às inúmeras vantagens, tais como, longo tempo de vida, baixos requisitos de manutenção, luz branca, eficácia luminosa crescente e desenvolvimento sustentável. www.luminarialec.com.br

Coleta de Óleo de Cozinha

 a) Justificativa do Projeto

Significativa parcela da população urbana de Brasília reside em conglomerados habitacionais intituladas quadras e conjuntos, os quais se organizam em sistemas condominiais, estas moradias concentram parte expressiva de moradores os quais utilizam o sistema urbano de coleta de águas usadas os quais recebem todos os dejetos produzidos, dentre eles resíduos oleaginosos decorrentes de frituras esclerosando o sistema de esgotos urbanos.

A Companhia de Águas e Esgotos de Brasília – CAESB constatou que uma das principais causas de entupimento da rede de esgotos e conseqüente transbordo de águas fétidas, está relacionada com o despejo continuado, pelos usuários do sistema, de resíduos de óleos e gorduras saturadas, sacos e garrafas plásticas de consumo doméstico. O Ácido graxo saturado, mais conhecido como óleos comestíveis, de procedência vegetal e animal, em contato com a natureza pode levar muitos anos para ser reabsorvido, prejudicando o lençol freático, inviabilizando a água potável de toda a região e contribuindo para a formação de focos pútridos de matéria em decomposição.

Um litro de óleo contamina mais de 1 milhão de litros de água. O óleo que é jogado no ralo da pia ou na privada vai se dispersar numa camada fina sobre a água e esta camada vai impedir a transferência de oxigênio na interfase ar-água, causando um impacto terrível na cadeia alimentar dos animais aquáticos e na potabilidade desta mesma água.

Para se ter uma idéia da magnitude do problema, estima-se que a quantidade de óleo de cozinha despejado pela população atinja, no Brasil, a incrível marca de 200 milhões de litros (de óleo) por ano. Isto é gravíssimo porque o óleo de cozinha leva cerca de um ano para ser absorvido pelo meio ambiente.

 b) Objetivo Geral

Conscientizar o síndico, os condôminos e os funcionários sobre a importância de coletar, armazenar e descartar o óleo de cozinha utilizado de forma correta para não entupir a tubulação de esgoto do condomínio e consequentemente poluir a natureza, bem como, gerar receita para o condomínio através da venda do óleo coletado.

c) Parceiro Operacional

Para atingir o objetivo de implantar a coleta de óleo de cozinha usado nos condomínios a A3Con realizou parceria com a ECOLIMP que é uma empresa especializada na coleta de óleo de cozinha usado e destinação ambiental adequada, enviando para indústrias que transformam esse mesmo óleo em produtos de limpeza, biodiesel, massa de vidro entre outros. www.ecolimpdf.com.br

Coleta Seletiva do Lixo

a) Justificativa do Projeto

O acúmulo de lixo tem sido um dos transtornos ambientais causado pelo crescimento exagerado da população que pensa em consumir e não dá um destino apropriado ao lixo, ampliando a quantidade de resíduos sólidos no ambiente. No que dizem respeito à natureza, os resíduos sólidos são divididos em dois grandes grupos, os biodegradáveis e os que não se decompõem biologicamente. Os não degradáveis ou considerados recicláveis têm a vantagem de afetar menos os processos de destinação sanitária, mas pelo seu efeito cumulativo causam transtornos no acondicionamento e reduzem vida útil nos aterros.

 A Coleta Seletiva do lixo doméstico, ao facilitar a reciclagem, reduz o seu acúmulo e poluição, além de agregar alguma renda ao processo. No Brasil se produz por dia aproximadamente um quilo de lixo domiciliar, esta nação tem figurado no ranking mundial como o segundo país em produção de lixo, só perdendo para os americanos que produzem três quilos de lixo diariamente, assim os brasileiros produzem mais lixos domésticos do que os países da União Européia.

O Brasil produz 242.000 toneladas diárias de lixo; sendo 142.000 toneladas de lixo domiciliar. Desse modo, nada mais justo do que implementar a política dos três Rs (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) que visam o crescimento sustentável com a finalidade de conservar o meio ambiente.

b) Objetivo Geral

Implantação de projeto de coleta seletiva em condomínios, com o intuito de preservar o meio ambiente através da conscientização da comunidade no processo de separação individualizada do lixo reciclado, bem como, a geração de receita para o condomínio em função da comercialização do mesmo ou a doação para cooperativas de catadores com o intuito de promover o desenvolvimento sócio ambiental.

c) Parceiro Operacional

Para implantar a coleta seletiva de lixo em condomínios será necessário verificar com o síndico qual o objetivo do condomínio em relação à destinação do lixo selecionado. A A3Con possui parceria com a empresa Capital Recicláveis que é uma empresa especializada na coleta e compra de resíduos recicláveis, onde, coleta e compra dos condomínios apenas os produtos devidamente separados e classificados por categoria, desta forma, os funcionários do condomínio deverão separar e reunir em um mesmo local produtos semelhantes até atingir uma quantidade mínima para a empresa assim então fazer a coleta. www.capitalreciclaveis.com.br. Para os condomínios que não possuem ou não tem interesse de realizar a separação e classificação dos resíduos recicláveis, a A3Con realizou parceria com a Cooperativa Reciclo que possui 49 cooperados cadastrados e que sobrevivem apenas da comercialização do lixo coletado e separado diariamente, desta forma, será necessário apenas que os condôminos façam a separação do lixo orgânico do não orgânico, com isso, estarão promovendo o desenvolvimento sócio ambiental através da doação do lixo para a Cooperativa Reciclo. http://comunidadereciclo.wordpress.com/

Reciclagem de Lixo Orgânico

a) Justificativa do Projeto

Atualmente, uma das grandes preocupações ambientais está relacionada aos resíduos sólidos gerados pela sociedade moderna e consumista. Com a intensificação do processo industrial, aliado ao crescimento da população e à conseqüente demanda por bens de consumo, o homem tem produzido quantidades significativas de resíduos sólidos sem base numa política clara e efetiva para sua eliminação, incapaz de não gerar prejuízos a si próprio e ao meio ambiente.

No Brasil, a destinação final dos resíduos sólidos constitui sério problema. Segundo dados da PNSB - Pesquisa Nacional de Saneamento 2000 (IBGE, 2002) somente 32,2% de todos os municípios destinam adequadamente seus resíduos sólidos (13,8% em aterros sanitários e 18,4% em aterros controlados). Em 63,6% dos municípios, o lixo doméstico, quando recolhido, é simplesmente transportado para depósitos irregulares, os chamados "lixões". No caso dos "lixões", não possuem nenhum tipo de controle, quer quanto ao tipo de resíduos recebidos, quer em relação às medidas de segurança necessárias, para minimizar ou evitar emissões de poluentes para o meio ambiente.

A disposição inadequada dos resíduos sólidos promove a contaminação do solo, do ar e das águas superficiais e subterrâneas, além da proliferação de vetores de doenças, influenciando negativamente a qualidade ambiental e a saúde da população; portanto, esta prática deve ser evitada. A contaminação do solo ocorre por intermédio da infiltração dos líquidos percolados (chorume), gerados pela passagem da água através dos resíduos sólidos em processo de decomposição. O chorume possui elevada carga de poluentes orgânicos e inorgânicos e, ao entrar em contato com o solo, pode modificar, de forma intensa, suas características físicas, químicas e biológicas, bem como as das águas subterrâneas, caso consiga alcançá-las.

A matéria orgânica presente no chorume tem importância na complexação e transporte de metais pesados e na retenção de alguns contaminantes orgânicos. Aliado a que a matéria orgânica natural presente no solo, além de participar desses processos pode aumentar a concentração de constituintes do chorume na solução do solo e, conseqüentemente, nas águas. Desta forma, tanto a matéria orgânica do chorume quanto a do solo e a associação das duas, podem limitar ou tornar inviável o uso do solo e da água.

b) Objetivo Geral

Fomentar reflexões e ações no âmbito da problemática do lixo e suas conseqüências ambientais por meio da implantação de soluções simples e práticas para a destinação adequada e caseira de resíduos orgânicos, transformando-os em adubo natural (húmus e biofertilizante) de excelente qualidade por meio de sistemas inovadores de minhocultura, compostagem e biofertilização.

c) Parceiro Operacional

A A3con realizou parceria com o Projeto Minhocasa que é uma iniciativa educacional para a conscientização sobre a problemática do lixo e suas conseqüências ambientais, neste sentido, as pessoas envolvidas são levadas a refletir sobre o seu papel na sociedade e a promover mudanças significativas, voltadas para a sua realidade. www.minhocasa.com

 

 

 

 

 

A3Con Administradora de Condomínios